terça-feira, 27 de dezembro de 2016

ASSASSINOS DO METRÔ EM SÃO PAULO - PUNIÇÃO EXEMPLAR PARA ESSES DOIS MONSTROS

Após a confirmação da autoria da barbárie, diante da evidente periculosidade que os dois apresentam, que sejam presos, e assim mantidos, até seu julgamento em definitivo. E que fiquem reclusos pelo tempo máximo previsto na Lei. Na esperança de que esse tempo seja bastante para diluir a dose de letalidade que apresentam. Não estão em condições de viver em sociedade. 
Alipio Rogerio Belo dos Santos e Ricardo Martins do Nascimanto, suspeitos de espancar o ambulante Luiz Carlos Ruas até a morte dentro da estação dom Pedro II, da linha 3-vermelha do Metrô paulista, na região central de São Paulo
Alipio dos Santos e Ricardo do Nascimento, suspeitos de espancar o ambulante até a morte

A Polícia Civil identificou os dois suspeitos do espancamento do ambulante Luiz Carlos Ruas, que aconteceu na noite deste domingo (25) na estação Pedro 2º, na linha 3-vermelha do metrô de São Paulo.

Segundo a investigação, Alípio dos Santos e Ricardo do Nascimento são primos e praticavam luta na academia que frequentavam. A família identificou ambos nas imagens captadas pelas câmeras de segurança do Metrô.

Os dois são considerados foragidos até o momento e responderão por homicídio qualificado e pela agressão a outras duas vítimas. O caso é investigado pelo 1º DP (Sé).

Luiz Carlos Ruas foi espancado até a morte no mezanino da estação de metrô após ter defendido travestis moradoras de rua.

A dupla de agressores teria ido urinar nas plantas do lado de fora da estação quando uma das travestis reclamou. Ruas tentou defendê-la e, segundo a polícia, houve desentendimento e o ambulante correu para se proteger dentro da estação, onde foi agredido com vários golpes.

O Metrô de São Paulo disse, em nota, ter deslocado seguranças das estações Sé e Brás, vizinhas da Pedro 2º na linha 3-vermelha, assim que identificou a agressão.

Um comentário:

  1. SEM COMENTARIOS SUA REPORTAGEM ACRESCENTOU UM DADO QUE DESCONHECIA MUITO OBRIGADO

    ResponderExcluir