sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

SÉRGIO CABRAL E ADRIANA ANCELMO SÃO INDICIADOS PELA POLICIA FEDERAL

POLÍTICA / RIO - 02/02/2016

Casal R$ 7 MILHÕES

Polícia Federal indicia Cabral, Adriana Ancelmo e mais 14 na Operação Calicute



A Polícia Federal indiciou nesta sexta-feira (2) o ex-governador Sérgio Cabral, a sua mulher, Adriana Ancelmo, e mais 14 pessoas na 1ª fase da Operação Calicute por crimes que vão de corrupção passiva e ativa, organização criminosa a lavagem de dinheiro. Serão instaurados ainda outros inquéritos policiais para aprofundamento de novas vertentes da investigação.


Além de Cabral e Adriana Ancelmo, os outros indiciados são Wilson Carlos Cordeiro da Silva de Carvalho (ex-secretário de Governo), Carlos Emanuel de Carvalho Miranda (apontado como operador financeiro da quadrilha), Luiz Carlos Bezerra (ex-assessor de orçamento da Alerj), Hudson Braga (ex-secretário de Obras do Estado), Wagner Jordão Garcia (ex-assessor de Cabral), José Orlando Rabello (ex-chefe de gabinete de Hudson Braga), Carlos Jardim Borges (empresário que teria realizado pagamentos suspeitos para empresa de Carlos Miranda), Pedro Ramos de Miranda (Ex-motorista de Cabral), Luiz Alexandre Igayara (empresário que teria feito pagamentos por serviços inexistentes no esquema), Paulo Fernando Magalhães Pinto (administrador de empresas), Luiz Paulo dos Reis (empresário ligado a Hudson Braga), Alex Sardinha da Veiga (que teria participado de acordos "criminosos" entre a Secretaria de Obras e a Construtora Oriente, que ele diz representar), Rosângela Machado de Carvalho Braga e Jéssica Machado Braga (parentes de Hudson Braga e apontadas como "laranjas" no esquema).


Nenhum comentário:

Postar um comentário