sábado, 18 de fevereiro de 2017

SÉRGIO CABRAL PODE SER ALVO DE NOVA DELAÇÃO - UM BILHÃO ESCONDIDOS NO EXTERIOR


A força-tarefa da Lava Jato no Rio negocia, em estágio avançado, uma nova delação premiada que revelaria detalhes de supostos envios de propinas ao exterior para o ex-governador Sérgio Cabral (PMDB). Segundo fontes próximas às investigações, o doleiro Vinicius Claret, conhecido como Juca Bala, está em tratativas para assinar o acordo de delação premiada.

A colaboração avança sobre repasses no exterior, que integrantes do Ministério Público Federal (MPF) acreditam que podem chegar a R$ 1 bilhão.

Em outra ponta, os procuradores têm progredido nas apurações sobre fraude em licitações no Estado do Rio que podem atingir o ex-secretário estadual da Saúde Sérgio Cortes. O MPF suspeita da existência de irregularidades na conquista de licitações na área da Saúde.

Cortes acompanhou Cabral na viagem a Paris, em 2009, que se tornou conhecida após a divulgação de fotos de parte da comitiva em uma festa portando guardanapos na cabeça. Além de Cortes e Cabral, o então secretário da Casa Civil, Régis Fichtner, estava no grupo que acompanhava o então governador e virou alvo das investigações.

Juca Bala, brasileiro que morava em Montevidéu, no Uruguai, teria começado a atuar para o esquema de Cabral quando os doleiros Renato e Marcelo Chebar - que já fecharam acordo de delação - passaram a ter dificuldades em tocar a operação do ex-governador. O motivo teria sido o aumento do volume de propina depois de 2007, quando Cabral assumiu o governo do Rio.

Os irmãos doleiros já revelaram como a organização criminosa liderada por Cabral ocultou mais de US$ 100 milhões (cerca de R$ 340 milhões) com o envio de propinas para o exterior.
Defesas

Cortes negou irregularidades durante sua gestão. 

Procurado na noite de ontem, Fichtner não se posicionou até as 21 horas. Os advogados de Cabral não responderam aos contatos da reportagem. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Fonte: Site UOL

14 comentários:

  1. POR QUE NÃO O OBRIGAM A DEVOLVER O DINHEIRO? FICAR PRESO CHEIO DE MORDOMIAS DE NADA ADIANTA.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. BOM DIA

      Todo o dinheiro desviado que for localizado será confiscado e voltará aos cofres públicos. Isso depende, porém, do devido processo legal.

      Um abraço

      Excluir
  2. Era tanto dinheiro, que nem tinha mais onde esconder. Absurdo! Revoltante! E nós, aqui, na incerteza de tudo!

    ResponderExcluir
  3. Ficar preso é o óbvio, o dinheiro tem que ser devolvido aos cofres do RJ. O Estado está falido. Os servidores sem salário pra viver..

    ResponderExcluir
  4. Vai pagar por várias gerações! CORRUPTO!

    ResponderExcluir
  5. Não consegui excluir os dois comentários que foram publicados a mais. Peço as pessoas interessadas que entendem que façam por mim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. BOM DIA

      Já atendemos ao solicitado.

      Um abraço

      Excluir
  6. é verdade o passarinho deve ficar livre, fora da gaiola, é mesmo!

    ResponderExcluir
  7. Servo, bom dia!:Sou professora aposentada do RJ e gostaria de fazer parte do blog. Como faço? As suas informações são importantes pra mim. Moro no ES, portanto fico sem poder participar das manifestações. Obrigada!

    ResponderExcluir
  8. Tem que apodrecer na cadeia

    ResponderExcluir
  9. Não fomos "nós" que os elegemos ?? A crítica tem que começar por "nós" eleitores ...não gostamos dos excessos de propinas, mas "nós" não praticamos com pequenas propinas ? Pedimos NF de tudo que compramos? Se não, estamos coniventes com sonegação do comerciante....e como mudar essa cultura ??? Alguém tem a resposta / solução ???

    ResponderExcluir
  10. É impressionante...esse Sergio Cabral tem que apodrecer na cadeia não entendo as notícias que dizem que ele e mulher vão fazer delação premiada Sérgio Cabral entregaria Lula e Dilma e a mulher dele membros do Judiciário aliás sobre Sérgio Cortes e Régis Fichtnert não é de hoje que o Garotinho fala

    ResponderExcluir
  11. Digo Régis Fichtner dono de muitas farmacias

    ResponderExcluir