segunda-feira, 22 de maio de 2017

DELAÇÃO DA JBS ENVOLVE POLÍTICOS DO RIO E CRIME DE MILÍCIA

BARRA MUITO PESADA

Para quem pensa que a DELAÇÃO DA JBS parou por aí, os próximos dias podem trazer grandes surpresas. O POSSÍVEL ENVOLVIMENTO do nome de políticos do Rio de Janeiro, e a ligação com MILICIANOS, deve ser ALVO em breve de novas OPERAÇÕES da Polícia FEDERAL e do Ministério Público.

Nomes ainda não foram revelados, mas, o DELATOR DA JBS foi orientado pelas autoridades brasileiras a ir para local não sabido no exterior, e para ter cuidado com ligações telefônicas.

O motivo de Joesley e família, além de outros delatores terem deixado o BRASIL, não foi um prêmio por sua DELAÇÃO, mas sim a constatação de autoridades policiais e da JUSTIÇA, de que todos corriam sério risco de vida. Protegê-los aqui seria uma tarefa difícil.

CONFIRA A NOTA DO PAINEL DA FOLHA
Jogo pesado Joesley teria sido orientado pelas autoridades a não informar seu paradeiro nem aos mais próximos, por receio de interceptações telefônicas ilegais. Na delação da empresa, foram citados nomes da PM e de políticos suspeitos de ligação com as milícias do Rio.

Um comentário: