terça-feira, 2 de maio de 2017

TERROR NO RIO DE JANEIRO - CIDADE VIVE DIA DE GUERRA CIVIL - FOGO EM ÔNIBUS - SAQUES - TIROTEIOS


PREFEITURA COLOCA CIDADE EM ESTÁGIO DE ATENÇÃO - GOVERNO DO ESTADO NÃO DIZ ABSOLUTAMENTE NADA SOBRE OS GRAVÍSSIMOS INCIDENTES


POLÍCIA AGIU COM FIRMEZA E EFICIÊNCIA NA CIDADE ALTA - CORDOVIL - PRENDEU 42 SUSPEITOS E APREENDEU MAIS DE 20 FUZIS - 10 GRANADAS E ALGUMAS PISTOLAS.

TRAFICANTES DA REGIÃO DE BONSUCESSO E PENHA TERIAM TENTADO INVADIR A CIDADE ALTA. Durante a madrugas começaram os confrontos nos arredores e interior dos condomínios da região. O pavor tomou conta dos moradores, que ficaram no meio de intenso tiroteio.


Policiais do BOPE, BPChoque e 16o. BPM foram inicialmente acionados para o local. O problema era, no entanto, de grande proporção, tal a quantidade de bandidos envolvidos numa verdadeira GUERRA URBANA. Reforços foram pedidos, mas, a situação da SEGURANÇA PÚBLICA no Estado, é de total sucateamento de viaturas, armamento e até pessoal.

Mesmo assim, a POLÍCIA MILITAR logrou exito em controlar a situação, cercou criminosos e fez as prisões e apreensões bastante expressivas.

Os criminosos, porém, se dispersaram, e deram início a uma série de ações dispersas por vários bairros ao longo da Avenida Brasil, Linha Vermelha e Rodovia Washington Luiz. Colocar fogo em ÔNIBUS e CAMINHÕES, ALÉM DE INCENTIVAR SAQUES, foi a tática empregada para tentar desestabilizar o cerco policial.

OITO ÔNIBUS foram queimados e mais dois caminhões SAQUEADOS E INCENDIADOS.

O TRÂNSITO em grande parte da Cidade ficou complicado. O ambiente é de MEDO e INSEGURANÇA.

A pesar de toda essa situação caótica, e da evidente necessidade de reforço da segurança pública no ESTADO, e em especial na Cidade do Rio de Janeiro, nem o governador PEZÃO ou o SECRETÁRIO DE SEGURANÇA se manifestaram. De Brasília também nenhum sinal do governo TEMER e nem do Ministro da Justiça.

O CLIMA DE GUERRA em toda aquela região permanece.

Nenhum comentário:

Postar um comentário